IMG_9813

Anodização

A anodização transforma quimicamente a superfície do alumínio, formando uma película extremamente dura, isolante elétrica, porosa e transparente, que protege o alumínio contra as corrosões atmosféricas e galvânicas. Essa película é conhecida como camada anódica e, quanto maior a espessura, maior será sua penetração no alumínio, portanto, trata-se de uma camada de conversão.

Tal camada é obtida colocando-se o perfil num eletrólito (ácido e aditivos), juntamente com corrente contínua.

É importante destacar que a estrutura superficial da camada anódica sempre representará uma imagem exata da superfície metálica inicialmente não tratada. Portanto, vestígios de riscos, atritos, faixas/linhas de matriz e corrosão (umidade), tornam-se novamente visíveis após o processo de anodização. É importante evitar essas imperfeições previamente, tomando cuidados durante a extrusão, transporte e estocagem do alumínio.

Coloração eletrolítica

Processo eletrolítico no qual partículas metálicas (Sal e Metal) depositam-se no fundo dos poros do óxido. A intensidade da cor é função da difusão da luz na camada, devido a maior ou menor deposição de metal nos poros.

Etapas Pré tratamento

A primeira etapa do processo de anodização é a do pré-tratamento, que define o aspecto do perfil fosco, leitoso e escovado. Ela é feita em três fases:

Desengraxe

O banho em solução alcalina é recomendado para retirar películas irregulares de óxido que possam existir.

Fosqueamento

Solução de hidróxido de sódio e estabilizantes,que atacam o alumínio, e cuja finalidade é obter um acabamento superficial acetinado.

Neutralização

Após o tratamento com hidróxido, o material é imerso em uma solução ácida com aditivos a fim de eliminar vestígios alcalinos.

Selagem

Importante na fase do tratamento de superfície, tem a função de hidratar o alumínio, ocasionando o fechamento dos poros, evitando assim, a absorção de materiais inertes.

Processo eletrolítico que promove a formação de uma camada controlada e uniforme de óxido na superfície.

Tabela anódica

No Brasil, a NBR 12609, “ Anodização para fins arquitetônicos”, fixa os requisitos mínimos de qualidade e os teores de conformidade de camadas anódicas para aplicação arquitetônica e, especifica as classes de camada anódica, conforma a zona aplicada, conforme abaixo:

Tabela Anódica
Classe Camada Ambiente Aplicação
A-13 11 a 15 média/baixa ambiente rural/urbano
A18 16 a 20 alta ambiente marítimo
A-23 21 a 25 excessiva ambiente industrial